TRANSPOR.png

O projeto Transpor nasce das inquietações geradas pela pandemia da Sars-CoV-2. O mundo precisou se adaptar rapidamente e a educação teve que acompanhar essas mudanças. E foi nessa perspectiva de transição do presencial para o remoto, que este projeto foi idealizado. A coletânea Transpor foi elaborada em meio aos desafios que a pandemia impôs nas formas de ensino e reúne temáticas estreitamente ligadas aos processos relativos a uma migração de plataforma, onde práticas de ensino adotadas no modo presencial precisam se situar em um novo lugar, mediado pelas telas dos dispositivos digitais.

mão_interna.png

São inúmeras as formas de ensinar e aprender, são professores diferentes, múltiplas estratégias didáticas e infinitas combinações entre esses componentes. Nossa proposta por meio da coletânea Transpor foi, a partir da experiência docente e do repertório dos autores nas áreas de design e comunicação, apresentar estratégias desses campos que podem ser adotadas por professores das mais diversas áreas como ferramentas para a migração que o ensino remoto nos impôs. 

Nosso objetivo foi compartilhar conhecimentos e inspirações adquiridos na prática docente em um campo mais próximo às linguagens audiovisual e da produção de imagens e, assim, buscar contribuir com informações valiosas para atravessarmos juntos esse momento crucial de transformação que a educação está passando. Nesse sentido, construímos uma série de e-books que se configuram como Recursos Educacionais Abertos (REA). Ou seja, os volumes da Coletânea Transpor se configuram como materiais de ensino, aprendizagem e pesquisa abertos ao público.

Você pode reproduzí-los integral ou parcialmente, sem ônus, desde que citada a fonte. Eles se apresentam em dois formatos: a versão para impressão e a versão para celular.

As versões adaptadas para impressão são arquivos pdf preparados para gerarem impressões em formato A4, podendo ser feitos em qualquer impressora que você tenha em casa. A reprodução parcial ou integral do material foi pensada para aqueles que preferem o bom e velho papel ou irão usar o material para consulta enquanto usam o computador, por exemplo. Já a versão para celular (que estará disponível em breve) foi projetada de maneira a gerar uma leitura confortável em dispositivos móveis, se adaptando também ao formato mais verticalizado desses aparelhos.

Você já pode conferir os três primeiros volumes da coletânea que em breve contará com a contribuição de mais quatro autores, aumentando o repertório de temas abordados.